tome nota

DESTAQUES
ELEIÇÃO SEM LULA É FRAUDE

sociedadepoliticaecultura
ultimas noticias
23/03/2018

00.31
este campo foi
editado por
SPC.

Pesquisar neste blog

terça-feira, 30 de maio de 2017

FRENTE BRASIL POPULAR LANÇA PLANO DE EMERGÊNCIA

Lançamento do Plano Popular de Emergência - Foto Paulo Pinto/AGPT

A Frente Brasil Popular, organização que congrega mais de 60 entidades sindicais e populares lançou, na segunda-feira (29.mai.2017), no auditório TUCA (Teatro da Universidade Católica-PUC), em São Paulo, o Plano Popular de Emergência que aponta propostas para a retomada do desenvolvimento brasileiro com ampliação da igualdade e distribuição de renda. Clique aqui para ler a íntegra dodocumento com 77 propostas. 


O caderno aponta alternativas em dez pontos que sofreram retrocessos desde o golpe que alçou Michel Temer e sua gangue ao poder. As propostas versam sobre a democratização do Estado, direitos sociais e trabalhistas; políticas de desenvolvimento, emprego e renda; reforma agrária e agricultura familiar, reforma tributária; direito à saúde, educação, cultura e moradia; segurança pública; direitos humanos e cidadania; defesa do meio-ambiente e política externa soberana.

ANDRÉ STURM É A CARA DA ATUAL "JESTÃO" DE SÃO PAULO


Sturm e o prefeito: ampla identidade ideológica

O secretário de Cultura de São Paulo, André Sturm, atingiu em seus menos de seis meses de gestão uma incômoda unanimidade: sua desastrosa “jestão” tem sido alvo de críticas de praticamente todos os movimentos e coletivos culturais da cidade.

Sturm assumiu após o nome do capo da Globo, José Bonifácio de Oliveira Sobrino, o Boni, ter sido cogitado e imediatamente rechaçado. Sturm, ex-diretor do MIS (Museu da Imagem e do Som) e coordenador da Virada Cultural, apareceu como “alguém da área”, que poderia facilitar o trânsito do prefeito de elite com a periferia. André iniciou sua gestão falando em “diálogo”, mas o que se viu, até agora, foi a arrogância de um gestor alinhado com o projeto ideológico de um prefeito que vê cidadãos como consumidores.
Caderno do Plano Municipal de Cultura, produzido 
pela gestão Fernando Haddad após 
dezenas de audiências públicas. 
Experiência democrática posta no lixo 

De sua pasta veio a decisão de apagar os grafites da Av. 23 de Maio, tornando arte de rua em um mural cinza; o Clube do Choro foi fechado, um edital de dança cancelado e a Virada Cultural um tremendo fiasco.

Sua mais recente “intervenção” foi xingar e ameaçar o produtor cultural Gustavo Soares, de Ermelino Matarazzo: “vou quebrar sua cara”, disse o Secretário para o rapaz, em audiência dia 29.mai.2017. Para seu azar, a conversa foi gravada e o áudio vazado nas redes sociais. No dia seguinte, pediu desculpas, esfarrapadas. Duvido que se o tal áudio não viesse a público ele teria a elegância e humildade de telefonar para o agente cultural e se desculpar.

Arte como consumo
O que se viu de sua passagem pelo MIS é a postura ideológica de quem aborda a arte pelo critério do consumo. Isso fica bem claro na entrevista concedida a Julio Mario, do jornal O Estado de São Paulo, publicada dia 18.abr.2017, antes, portando, do episódio de ameaçar e xingar agente cultura. Ouça aqui o áudio completo, a fala aparece no final após o minuto 30.


André Sturm é a cara da atual “jestão” municipal, que não dialoga com a sociedade e não compreende o papel do Estado como indutor de cultura que respeita diferenças. Para ele, parece que cultura se impõe à força. Seja derrubando hotéis com pessoas dentro, seja ¨quebrando a cara¨ de quem discorda, a lógica é a mesma. Em uma gestão democrática ele seria exonerado, na atual, deve ganhar cumprimentos do prefeito.          

segunda-feira, 22 de maio de 2017

JORNALISMO SEM RUMO E SEM VERGONHA


Em mais uma eficaz demonstração de que faz muita coisa, menos jornalismo, O Globo publicou "matéria" (ops) dizendo que Lula pediu para o delator Joesley Batista receber o líder do MST, João Pedro Stédile. Faz isso em letras garrafais, como se por si só a manchete fosse suficiente para envolver o líder do MST em maracutais. (leia aqui)

Se estiver envolvido, é bom que venha a público. Mas reparem na tosca tentativa de manipulação:

- O jornal afirma que Joesley comentou o fato (pedido de Lula para atender Stédile) no dia 13 de março (2017) com o o deputado Rocha Loures, intermediário de Michel Temer. Diz, vagamente, que o contato chegou a ocorrer, mas estranhamente, o cara que grampeava todas as conversas, não apresentou o áudio deste encontro. Em outra passagem, conforme a "reportagem" (sic), JB afirma não ter "a amizade [com Lula] que o povo acha que tenho". Mesmo assim, em um telefonema, Lula (depois de ter sido grampeado pelo juiz Moro em 2016) pediria a um "nem tanto amigo" para receber Stédile. Não soa um pouco forçado?

- Em sua canhestra tentativa de manipulação, o tablóide dos marinhos faz contorcionismo com fatos e versões para buscar colocar no mesmo caldeirão a declarada, gravada em áudio e vídeo propina dada a Loures como intermediário do "chefe" Temer e uma sem qualquer prova ou evidência de conversa com Pedro Stédile, que colocaria Lula como agente ativo de corrupção.

A cereja fica por conta de "conversas", sabe se lá quais, de que petistas afirmariam que estavam de saco cheio da Dilma. tudo muito vago, ao sabor desse tipo de panfleto.

Nem com amplo material documentado como o que veio a público nos últimos dias (e os que estão por vir), o PIG larga a mania de tentar distorcer fatos. É a tal história do cachimbo que entorta a boca, de tanto mentir e manipular, essa imprensa não consegue mais fazer apenas jornalismo.   



terça-feira, 16 de maio de 2017

PRESIDENTE DA PETROBRÁS QUER ENTREGAR REFINO PARA ESTRANGEIRAS


Parente diz que em breve, muito em breve, apresentará um extenso programa de venda de ativos. Mais uma vez, o homem alçado na condição de condutor da Petrobrás, diz e faz exatamente o que o mercado internacional quer

O que aconteceria com um time em que o técnico quer entregar o jogo para o adversário? Ele tiraria o goleiro titular para colocar o terceiro reserva, tiraria o centro avante, orientaria a equipe para não correr muito para não se cansar e outras “táticas” cujo resultado é apenas camuflar o que todos sabem: esse técnico está jogando contra o próprio time.
Esse é o jogo que estamos assistindo na Petrobrás. Em 24 de abril, sob o sugestivo título “Não comprem de mim”, o site Infomoney publicou uma matéria analisando as estranhas opções do “técnico” Parente, em relação à política de preços da Petrobrás, e concluiu: “Esse movimento pode parecer estranho, mas não é por acaso... o aumento dos preços nas suas [Petrobrás] refinarias poderia dar um incentivo econômico aos importadores... Ela [Petrobrás] tem encorajado os distribuidores a comprar combustíveis de outros ofertantes, de acordo com que afirmou Leonardo Gadotti, presidente do sindicato dos distribuidores de combustíveis. 

segunda-feira, 15 de maio de 2017

ABES-SP lança concurso de vídeo amador



A ABES-SP (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental) lançou a décima segunda edição do consurso de vídeo amador, destinado a premiar os melhores curtas no tema Resíduos Sólidos e os 5Rs. Podem participar pessoas de todas as idades e de todo o Brasil. 

Clique aqui para ver o regulamento do vídeo.

A Editora Limiar é uma das apoiadoras deste projeto. 

quinta-feira, 11 de maio de 2017

EM DISCURSO EM CURITIBA, LULA ATACA MÍDIA GOLPISTA E LANÇA CANDIDATURA



Fotos e texto: Norian Segatto


Olhos marejados. Esta era uma cena comum entre as cerca de 50 mil pessoas ao final do ato em Curitiba (10.maio.2017) que acompanhou o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro. 

No depoimento, que durou quatro horas, Lula afirmou sentir orgulho da Petrobrás, de ter colocado a empresa entre as maiores do mundo após a descoberta do pré-sal, e atacou a mídia pelo "massacre" que tenta fazer com sua reputação e sua herança política. "Apenas no Jornal Nacional nos últimos 12 meses foram 18 horas de matérias contra o Lula. isso dá 12 partidas entre o Barcelona e o Real Madri", afirmou o ex-presidente, sempre se dirigindo a si próprio em terceira pessoa. 

quarta-feira, 3 de maio de 2017

SENADO ABRE CONSULTA SOBRE REFORMA TRABALHISTA


O Senado Federal abriu uma consulta pública sobre a PLC (Projeto de Lei da Câmara) 38/2017, o malfadado projeto da reforma trabalhista. Até o momento deste post a votação estava em 5227 contra o PLC e 628 votos favoráveis.

Acesse o endereço do Senado e dê seu voto. É necessário fazer um rápido cadastro antes de votar.

Atualizando: em 4 de maio o placar estava 98.680 votos contrários ao PL e 3.843 votos favoráveis.