sábado, 6 de junho de 2009

Justiça apura propaganda irregular de Serra

O Superior Tribunal de Justiça abriu sindicância para apurar se houve irregularidade na campanha publicitária da Sabesp veiculada em rede nacional. O valor do contrato com agência de publicidade somou R$ 43,75 milhões. Apenas na Rede Globo foram gastos R$ 7,45 milhões em veiculação. A Sabesp informou que a publicidade estava de acordo com seus "interesses institucionais", mas não explicou que diabo uma companhia paulista, cujo governador quer ser presidente da República, tem que anunciar esgoto no Acre, por exemplo, se não cuida sequer do saneamento no Estado. Quem duvidar é só dar um passeio pela periferia da capital.
Postar um comentário