quinta-feira, 8 de maio de 2008

Vergonha nacional

O julgamento do caso da missionária Dorothy Stang, que acabou com a absolvição do mandante do crime, o fazendeiro Vitalmiro Moura, o Bida, causou indignação internacional. Bida já havia sido julgado e condenado a 30 anos de prisão no ano passado, mas obteve novo julgamento. Os advogados de acusação tentam anular o julgamento devido ao fato de a principal testemunha, Amair Feijoli, ter mudado seu testemunho em troca do pagamento de R$ 100 mil. O Brasil avançou em muitos aspectos, mas continua no século 19 na questão dos conflitos agrários.
Postar um comentário