sexta-feira, 31 de março de 2017

VAZAMENTO DÁ CADEIA?

Ex-delegado e ex-deputado federal, Protógenes Queiroz



A juíza Andréia Moruzzi ordenou, na quinta-feira (30.mar.2017) a prisão do ex-deputado e ex-delegado Protógenes Queiroz por vazamento de informações à imprensa durante a Operação Sathiagrara. Protógenes está exilado na Suécia,



Se a decisão da juíza é correta, a mesma interpretação deve valer para quem, desde o início da Operação Lava Jato, continua sistematicamente vazando informações seletivas. Devem explicações (e se culpados, condenação) os juízes e procurados que estão à frente da Operação, pois, se ainda alguma lei vale no Brasil, uma delas é que todos são iguais perante a justiça.

É claro que nada vai acontecer com esses magistrados que se vestem com a túnica da impunidade, rasgam a Constituição e utilizam a Justiça com propósitos políticos.  
Postar um comentário