quinta-feira, 8 de setembro de 2016

GOVERNO DE DESMANCHE



O objetivo do empresariado conservador, de empresas estrangeiras e políticos tradicionais do PSDB, PMDB e DEM foi alcançado: tirar o Partido dos Trabalhadores do poder.

Para isso, criaram uma ficção jurídica para incriminar a presidente Dilma Rousseff; ficou muito claro na sessão do dia 29 de agosto, no Senado, que se tratava de uma encenação, todos ali sabiam que não havia base jurídica para os tais crimes de responsabilidade, mas a justiça é o que menos importava naquele momento.



O líder do DEM, o senador latifundiário Ronaldo Caiado (GO), foi explícito ao dizer que se tratava de acabar com o PT, esse irritante partido que venceu quatro eleições seguidas, tirou milhões de pessoas da miséria, promoveu profundas transformações sociais no país, que queria um Brasil soberano e com petróleo abundante para distribuir mais riquezas. Um partido que fez muito e acabou sucumbindo em seus próprios erros, o maior deles, o de achar que há convivência harmônica entre opostos como capital e trabalho.

Bye, bye, direitos
O agora oficialmente presidente Michel golpista Temer e sua gangue, já não escondem a que vieram: acabar com essa “bagunça” esquerdista de promover ascensão social aos trabalhadores e retomar o acúmulo acelerado de lucros ao capital nacional e estrangeiro, afinal, o que seria do pobre Brasil sem a bênção de Tio Sam.

Confira no quadro abaixo algumas das medidas já anunciadas e em andamento promovidas pelo governo golpista. Preparem-se para a guerra de resistência contra os canalhas.



Postar um comentário