quinta-feira, 28 de abril de 2016

Maturidade da FUP e da FNP na defesa do pré-sal



A Federação Única dos Petroleiros (FUP) e a Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) são entidades rivais na disputa política da representação sindical da Petrobrás. A FUP, ligada à CUT (Central Única dos Trabalhadores) e à CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), é amplamente majoritária; está na direção de 14 sindicatos ao passo que a FNP atua em cinco.   

Essa disputa, acirrada em muitos momentos, não impediu, no entanto, que ambas as Federações se unissem em torno de uma campanha comum: A DEFESA DO PRÉ-SAL E DA PETROBRÁS. Reunidas no dia 23 de março, as direções das duas entidades firmaram um plano comum de ação.


Uma das principais frente de batalha atualmente é a pressão junto a parlamentares, que têm na pauta diversos projetos referentes à maior empresa do país, entre eles o PLS 131, de autoria de José Serra (PSDB-SP), que retira da Petrobrás a obrigatoriedade de participação mínima nas operações de exploração do pré-sal. As consequências nefastas dessa lei para o soberania energética brasileira são incalculáveis.

As entidades acabam de produzir um folder que está sendo entregue em Brasília para dialogar com deputados sobre a questão do pré-sal. 

Reproduzo abaixo o documento. São informações que ajudam no debate com quem ainda pensa a Petrobrás com a cabeça da Rede Globo e da Vejargh! Quem quiser pode conferir também aqui.


    



Postar um comentário