terça-feira, 9 de outubro de 2007

Sindicato dos Escritores tenta se rearticular

Nesta quinta-feira, 11, na sede do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (Rua Rêgo Freitas), às 15h, um grupo de escritores, intelectuais e jornalistas se reúne para discutir o que fazer com o Sindicato dos Escritores do Estado, entidade atualmente presidida por Luiz Toledo Machado.
Se a organização sindical convencional não é simples, a se tratar de uma categoria difusa como a de "escritor", a situação é ainda mais complexa. Como se negociar, por exemplo, um "piso salarial" para o escritor?
Uma entidade de classe para escritores deve se basear em outros paradigmas que não os do sindicalismo convencional e é sobre isso e como tornar o sindicato mais presente na vida política e social que versará a reunião desta quinta. Um bom apoio virá, com certeza, da União Brasileira dos Escritores-SP, por meio de sua diretoria e, particularmente, de seu presidente, Levi Bucalem Ferrari.
Na reunião devem ser discutidos o papel do Sindicato, como atrair novos sócios e a renovação da diretoria. O provável novo presidente será o economista Nilson Araujo de Souza.

Postar um comentário