quarta-feira, 1 de julho de 2015

Maioriadade penal é rejeitada, mas...

Foto: Luiz Macedo / Câmara dos Deputados

Na madrugada da quarta-feira, 30 de junho, a Câmara dos Deputados rejeitou a proposta de maioridade penal. O PEC 171/93 (Proposta de emenda Constitucional) obteve 303 votos, quando o mínimo necessário eram 308. Foram 184 votos contra e 3 abstenções.
Setores progressistas comemoraram a derrota dos conservadores, mas essa batalha ainda não acabou. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, quer retomar a votação. “A votação ainda está muito longe de acabar, foi uma etapa dela”, disse Cunha.
O resultado deve ser comemorado, mas sem festa, pelo contrário. Mais de 300 votos a favor de um frontal ataque à civilidade demonstra que as ideias progressistas caminham em um campo minado em Brasília.
Esse atual Congresso é reacionário e vai tentar acabar com as poucas conquistadas obtidas arduamente pela sociedade. Não há deputados democratas e de esquerda suficientes para barrar esse processo, quem tem que tomar a história nas mãos e mudar esse curso são os movimentos sociais organizados.  
Postar um comentário