quarta-feira, 18 de novembro de 2009

BOLÍVIA NAS RUAS E NAS URNAS – baixe o livro gratuitamente pelo sítio da Limiar




O livro "Bolívia nas ruas e nas urnas contra o Imperialismo (Editora Limiar, 112 páginas), de autoria de Leonardo Wexell Severo, assessor de Comunicação da CUT Nacional e editor do jornal Hora do Povo, começou a ser disponibilizado gratuitamente pela internet. Conforme o editor, jornalista Norian Segatto, "a obra teve suas duas primeiras edições rapidamente esgotadas, mostrando o interesse das pessoas pela situação política e social do nosso país vizinho".

"Nada mais natural, do ponto de vista comercial, que novas tiragens do livro fossem feitas e colocadas à venda. No entanto, a vida não se faz apenas de oportunidades comerciais. Com a compreensão de que um tema desta importância deve ter a maior divulgação possível, a Editora Limiar e o autor decidiram colocar a obra em domínio público, gratuitamente para ser baixada da internet, lida, distribuída, reproduzida, enviada a amigos", relatou Segatto.

Para ter acesso ao livro basta entrar no sítio da Limiar (www.editoralimiar.com.br), procurar o link "livro grátis" e baixar o PDF. Os responsáveis pela publicação solicitam que os leitores comentem e ajudem a divulgar a "luta do povo boliviano contra a opressão secular" a que está submetido. "Esta é nossa pequena contribuição para esta causa", declarou Norian.

Na avaliação da cônsul geral da Bolívia, Shirley Orozco, que prefacia a segunda edição, "uma melhor apreciação e valorização da riqueza do processo em curso se deve à aproximação do autor, Leonardo Wexell Severo, que se deslocou até Tarija, La Paz e Santa Cruz em três momentos chaves da confrontação política. Ali, realizou entrevistas com atores sociais decisivos, visitou os locais de conflito e acompanhou de perto o desenrolar dos acontecimentos".

O valor do texto, acrescenta a representante boliviana, "também precisa ser ressaltado, já que possibilita o acesso a "outra informação", dando subsídios para uma avaliação mais precisa sobre a realidade boliviana, geralmente invisibilizada pelos meios de comunicação no Brasil, formadores ou deformadores importantes da opinião pública. Uma mídia que, majoritariamente, aborda a problemática política e social de maneira míope, parcial, distanciada de qualquer objetividade e assumindo uma posição evidentemente contrária aos interesses nacionais, afrontando à maioria do país".

"Bolívia nas ruas e urnas contra o imperialismo reafirma o compromisso com a integração latino-americana, com a luta pela soberania, com a independência e o desenvolvimento, com a justiça e os direitos dos povos à sua autodeterminação, livres das amarras de patrões, nacionais ou estrangeiros", assinala João Antonio Felício, secretário de Relações Internacionais da CUT, na apresentação do livro, que traz artigos publicados originalmente no Vermelho, no Portal do Mundo do Trabalho e no Hora do Povo.
Postar um comentário