terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Movimentos de luta pela moradia promovem ato na quinta, às 10h, no Rio

Movimentos sociais, voltados para a luta pela moradia, promovem na próxima quinta-feira, 15, manifestação em frente à Secretaria Estadual de Habitação, a partir das 10 horas. O ato será na Rua da Ajuda, próximo à saída do metrô do Largo da Carioca. Inúmeras associações de moradores, a Pastoral das Favelas, dentre outras organizações reivindicam do Estado uma política de habitação popular e o respeito ao direito constitucional da moradia. Também reivindicam a recondução ao cargo de uma funcionária do Instituto da Terra do Estado doRrio de Janeiro (Iterj), Célia Ravera, que foi exonerada recentemente pelo governador Sérgio Cabral. Os manifestantes acreditam que os crescentes problemas de moradia, que trazem conseqüências graves, mais evidentes nos períodos de enchentes, só serão solucionados quando a uso social do solo urbano for uma prioridade. Participaram da assembléia que aprovou a realização do ato público as seguintes organizações: Conselho Popular da Cidade do Rio de Janeiro, Conselho de Cidadania do Alto da Boa Vista, Conselho da Cidadania do Itanhangá, Ação Social do rio de Janeiro, Pastoral das Favelas, Movimento União Popular, associações de moradores do Canal do Anil, da Vila Autódromo, da Biquinha, da Fazenda, do Recanto da Barra, do Horto, do Arroio Pavuna, de Furnas, do Centro, da Taquara, do Ricardinho. Dentre os observadores havia representantes do Minsitério da Igualdade Racial, da ONU-Habitat, do Movimentos Nacional de Direitos Humanos (MNDH).
Fonte: Agência Petroleira de Notícias
Postar um comentário