sexta-feira, 6 de junho de 2008

As duas faces de Denise


A mídia cria anjos e demônios de acordo com as conveniências da disputa política
Logo após o acidente com o avião da TAM, no aeroporto de Congonhas, a imprensa correu para colocar a culpa no governo, em particular na ANAC (Agência Nacional de Aviação Comercial). Para reforçar na população a idéia de vilões, a mídia publicou à exaustão a imagem da ex-diretora da Agência, Denise Abreu, fumando um charuto, em uma festa, fora de seu horário de trabalho. Ela foi retratada como a pior vilã da novela das 8. O avião da TAM caiu por falta de manutenção, mas a culpa foi do governo, tentou colar a imprensa neoliberal. Não colou.


Agora, a mesma Denise volta à cena, atacando a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. E, pasmem, desta vez a mesma "ex-diabólica" Denise aparece nas foto como um anjo de candura. A Folha de S.Paulo chegou a publicar sua foto com as mãos entrelaçadas, como que fazendo uma oração. Quanto mimo. A imprensa é assim mesmo, meus caros, anjos ou demônios são eleitos ao sabor dos ventos das disputas políticas. Como Dilma é forte candidata à sucessão do presidente Lula, os ataques a ela só se intensificarão até as eleições presidenciais. Podem esperar muita baixaria e pouca informação da mídia neoliberal.

Um comentário:

Danilo Leite Fernandes disse...

Embora tenha uma certa ojeriza por essa Denise, concordo plenamente com sua análise. Não tinha me ocorrido neste caso como as fotos foram utilizadas para vender imagens completamente opostas da mesma pessoa.