quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Ação global contra o neoliberalismo


No dia 26 de janeiro ocorre em diversas partes do planeta o Dia de Ação Global, evento que este ano substitui as atividades do Fórum Social Mundial, que passa a ser realizada a cada dois anos. O próximo Fórum acontece em 2009, em Belém (PA).
No Brasil, a Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS), que engloba entidades como a CUT, UNE e MST entre outras está programando e propondo diversas atividades para ocorrer simultaneamente nos vários estados do país. "Na cidade de São Paulo será encenada a peça Rei Lear [de Shakespeare]. Grupos partirão de diversas partes da cidade e se concentrarão em frente à Prefeitura, que simbolizará o poder do imperialismo, de lá haverá uma caminhada até o Teatro Municipal onde acontece um ato político. Em Curitiba, os três estados do Sul e os países vizinhos que compõem o Mercosul farão uma manifestação unitária", explica o petroleiro Antonio Carlos Spis, um dos coordenadores da CMS, que completa: "Em cada região do país deverá ocorrer atos, passeatas e manifestações, assim como em diversas partes do mundo, será o planeta em coro dizendo não ao imperialismo estadounidense, pela paz, soberania dos povos e contra as políticas neoliberais de privatização e retirada de direitos de trabalhadores, fenômeno que ocorre em todas as partes onde essa praga se instala".

Reivindicações regionais
A organização do Fórum Social Mundial destacou algumas bandeiras gerais (como a luta contra a guerra e o imperialismo dos EUA), mas abriu espaço para que cada país ou região adende suas reivindicações específicas.
As atividades não se resumirão ao dia 26, elas devem ocorrer ao longo de toda a semana, incluindo, além de manifestações e atos de protestos, shows, exposições e debates. Uma das iniciativas é o "Mostre que outro mundo é possível – em 1 minuto", que apresentará trabalhos audiovisuais de 1 minuto sobre temas sociais.
Qualquer entidade ou cidadão pode participar, inscrevendo seu vídeo (ou evento) nos sítios do Fórum (veja endereços ao lado).
A internet, aliás, será o grande veículo de comunicação entre as entidades, países e a sociedade, visto que historicamente a mídia comercial não divulga as atividades do Fórum Social Mundial.
Belém, 2009
O próximo FSM acontece na capital do Pará. A cidade foi escolhida por ser uma das portas de entrada para a região amazônica e evocar diversos temas relacionados ao FSM, como as mudanças climáticas, a biodiversidade, o colonialismo, a diversidade cultural e étnica, o militarismo e as diversas formas de relação entre trabalho e produção.


Endereços
O endereço www.wsf2008.net, que está no ar com o chamado interna-cional, é a porta de entrada para o processo de comunicação. A ferramenta servirá para que qualquer grupo, entidade ou movimento possa cadastrar atividades em qualquer parte do mundo. Outros endereços de internet que podem ser acessados para saber como está a programação, cadastrar eventos ou ver a repercussão internacional são:
www.globalaction@wsf2008.net
www.forumsocialmundial.org.br
www.ciranda.net
Postar um comentário