quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Ninguém gosta da Petrobrás na AL


No dia 24 de outubro, o presidente do Equador, Rafael Correa, concedeu à Petrobrás licença ambiental para explorar petróleo no Bloco 31, localizado no Parque Nacional Yasuní, na região amazônica equatoriana, território ancestral dos í­ndios Waorani. Cerca de 3 mil Waorani, além de mil índios Tagaeri e Taromenane vivem na região

Contra a licença à Petrobrás, diversas organizações sociais equatoiranas preparam manifestações e uma campanha internacional com abaixo assinado exigindo que o governo cancele a licença.

A Petrobrás é vista pelos movimentos sociais da América Latina como uma multinacional que explora o meio ambiente e desrespeita leis trabalhistas nos países em que atua.

Postar um comentário