domingo, 7 de outubro de 2007

Plebiscito da Vale (2)

Publicamente, o Comitê Nacional vai valorizar a quantidade de votos obtidos no plebiscito, mas, internamente, trabalhava-se com um número maior, alguns esperavam mais de cinco milhões de assinaturas.
Um dos motivos - não declarados - para a menor quantidade do que o esperado foi a divergência entre correntes que dizem mais à esquerda e a CUT. Esses setores queriam que o plebiscito tivesse outras perguntas, além da questão específica da Vale, direcionadas a bombardear o governo Lula.
O movimento sindical, CUT à frente, considerou que tais ataques só serviriam à direita, que novamente tenta antecipar o calendário eleitoral. A CUT venceu a queda de braços e mostrou que ainda é, desculpe o termo, a força predominante e mais bem organizada do Comitê Nacional.
Postar um comentário