sexta-feira, 4 de novembro de 2016

POLÍCIA INVADE ESCOLA DO MST EM GUARAREMA. ATO DE SOLIDARIEDADE NESTE SÁBADO





Após a violenta invasão da polícia civil na sede da Escola Nacional Florestan Fernandes, na manhã desta sexta (4.nov.2016), militantes de diversos movimentos sociais marcaram para amanhã, sábado, às 15h, um ato em solidariedade aos estudantes da escola e contra a escalada de criminalização dos movimentos sociais.




Reproduzo abaixo matéria do site do MST

Na manhã desta sexta-feira (04), cerca de 10 viaturas da polícia civil invadiram a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF) em Guararema, São Paulo.
De acordo os relatos, os policiais chegaram por volta das 9h25, pularam o portão da Escola e a janela da recepção e entraram atirando em direção às pessoas que se encontravam na escola. Os estilhaços de balas recolhidos comprovam que nenhuma delas são de borracha e sim letais.
Neste momento, a polícia está em frente à ENFF. Diante da ação de advogados, os policiais recuaram. A invasão na Escola ocorreu sem mandado judicial, o que é ilegal.
O MST repudia a ação da polícia de São Paulo e exige que o governo e as instituições competentes tomem as medidas cabíveis nesse processo. Somos um movimento que luta pela democratização do acesso a terra no país e a ação descabida da polícia fere  direitos constitucionais e democráticos.
A operação em SP decorre de ações deflagradas no estado do Paraná e Mato Grosso do Sul. A Polícia Civil executa mandados de prisão contra militantes do MST, reeditando a tese de que movimentos sociais são organizações criminosas, já repudiado por diversas organizações de Direitos Humanos e até mesmo por sentenças do STJ.


Onde fica
ENFF 
Postar um comentário