terça-feira, 22 de março de 2011

A mídia se embriaga com o cheiro das bombas do império



Para "proteger" os cidadões da Líbia, os Estados Unidos aprovaram uma resolução que permite ao país bombardear o país árabe e assassinar mulheres e crianças; enquanto isso, o "ditador" Kadaffi distribui armas ao povo para se defender da invasão.




Responda rápido, qual ditador, odiado pelo povo, como não se cansa de repetir a Globo, Estadão, Folha e seus lacaios, distribui milhões de armas para a população em meio a uma suposta revolta popular para tirá-lo do poder?




Não considero Kadaffi benfeitor da humanidade, como alguns tentam apregoar, ele comanda a Líbia a ferro e fogo, mas enfrenta há quatro décadaas a tentativa de hegemonia estadunidense na região. É disso que nossa mídia - que baba com a visita de Obama - tem mais ódio: como podem países sem expressão mundial, como Cuba e Líbia se atreverem a enfrentar o poderoso império? Só pode ser ditador quem faz isso... bombas neles, as milhares de crianças e mulheres que irão morrer e se mutilar são só um detalhe para os objetivos maiores da "democracia" do império.
Postar um comentário