quinta-feira, 8 de novembro de 2007

CUT-SP lança Agenda pelo Desenvolvimento com carreata na Capital


Nesta terça-feira (13), a CUT-SP (Central Única dos Trabalhadores) apresenta à população do Estado de São Paulo a Agenda dos Trabalhadores pelo Desenvolvimento com Distribuição de Renda. Para marcar o lançamento do documento com propostas de políticas públicas para o Estado, uma carreata com cerca de 500 veículos partirá às 9h da sede da CUT, no Brás, rumo à Assembléia Legislativa, no Ibirapuera.
Sindicalistas das 17 subsedes da CUT-SP no Estado vão entregar a Agenda dos Trabalhadores a todos os deputados paulistas. Logo após, uma comissão de dirigentes da Central seguirá até o Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi. Lá, eles entregarão o documento ao governador José Serra.
“Após 13 anos de gestão tucana, a população assiste à perda de participação da riqueza de São Paulo no PIB nacional, à ineficiência na educação, saúde e ao aumento expressivo da criminalidade. Portanto, como representante de parcela significativa dos trabalhadores, a CUT-SP apresenta à sociedade e aos governantes do Estado propostas abertas ao debate para o desenvolvimento com distribuição de renda”, explica Edílson.
A Agenda, ressalta o dirigente, divide-se em quatro eixos temáticos: desigualdade e concentração de renda, desemprego e mercado de trabalho, capacidade do Estado em promover o desenvolvimento e, por fim, democracia e participação popular. “Esperamos que o Governo Estadual atenda as reivindicações da sociedade e aceite dialogar”, diz o presidente da CUT-SP.
Educação, saúde, transporte, agricultura, segurança pública, entre outros setores estratégicos do Estado, contam com propostas apresentadas pela CUT-SP. O documento trata também das questões relativas ao funcionalismo público paulista, como o respeito à data-base em 1º de março de cada ano e a implementação de uma mesa permanente de negociação entre entidades de representação dos servidores e Governo Estadual.
O documento tem como referência a Agenda Nacional dos Trabalhadores pelo Desenvolvimento. A Agenda paulista contém diretrizes, políticas e ações para promover mudanças substantivas na realidade atual, permitindo a integração positiva entre crescimento econômico, desenvolvimento e distribuição de renda no Estado. O texto foi redigido também a partir de resoluções de Congressos Nacionais e Estaduais da CUT, resoluções de Conferências Estaduais e colaborações de entidades filiadas.

(Fonte: assessoria de imprensa da CUT-SP)
Postar um comentário